Qualidade de Vida e Autonomia Física com musculação Terceira Idade



 Aluno da Academia Única José Taborda.A musculação é hoje uma das mais versáteis atividades físicas. Podendo ser direcionada para os mais diversos objetivos e para pessoas de todas as idades. Quando se refere à terceira idade podemos citar diversos benefícios, observando que a sua pratica regular garantirá a manutenção da capacidade funcional e a autonomia física do idoso. Um estudo comparativo realizado no Centro de Estudos em Psicobiologia e Exercício (CEPE) com 61 idosos do gênero masculino, com idades entre os 60 e 75 anos, designados aleatoriamente para um grupo de exercícios resistidos com carga progressiva e para um grupo de controle submetido a exercícios sem carga ao final do programa de treinamento de 24 semanas, quantificou-se os níveis de equilíbrio, coordenação e agilidade destas pessoas por grupo. Verificou-se um melhor desempenho estatisticamente significativo para o grupo experimental com cargas em relação ao de controle, mostrando-se assim favorável na melhora dos desempenhos funcional e motores. Podemos concluir que o Treinamento Resistido tem sido grande aliado na melhoria dos problemas crônicos, pois provocam adaptações ao organismo causando melhorias à saúde, desde que bem planejados, prescritos e orientados de acordo com o condicionamento do idoso e a necessidade de cada indivíduo. A musculação na terceira idade pode trazer grandes benefícios como: o aumento na força, a potência de ação, a flexibilidade, a resistência muscular, o aumento na massa magra e com isso melhora na qualidade de vida até mesmo nos indivíduos com doenças crônicas. Atividades diárias básicas do dia a dia como: caminhar, subir escadas, sentar e levantar de uma cadeira, amarrar o próprio sapato serão garantidas através da prática do treinamento com peso e executadas com maior facilidade. Autora: Laís Bianca Bérgamo de Almeida Cref: 013829 – G/PR