O que fazer para para ficar com o aspecto “tanquinho” que muitos almejam



Receita infalível para perder a barriga, todo mundo tem. Mas o que realmente faz sentido e dá resultado em um programa para fortalecer o abdômen e ficar com a barriga “tanquinho” que muitos almejam? O que se sabe é que uma musculatura abdominal forte está relacionada não só aos “gominhos” adquiridos durante os exercícios mas principalmente a fatores como: equilíbrio postural, sustentação visceral, eficiência respiratória, eficiência no processo digestivo, prevenção contra traumatismos (em esportes de contato) e proteção na área abdominal contra herniações. A região do abdômen é composta pelos seguintes músculos:

  • Reto abdominal: Flexiona a coluna vertebral aproximando o tórax e a pelve anteriormente.
  • Oblíquo externo: As fibras anteriores atuando bilateralmente flexionam a coluna vertebral, suportam e comprimem as vísceras abdominais, deprimem o tórax e auxiliam na respiração. As fibras laterais atuando unilateralmente agem na flexão lateral do tronco.
  • Oblíquo interno: as fibras anteriores inferiores comprimem e suportam as vísceras. Já, as fibras anteriores superiores atuando bilateralmente também flexionam a coluna vertebral, deprimem o tórax e auxiliam na respiração, e, unilateralmente rodam a coluna. E, as fibras laterais, têm ação na flexão anterior e lateral e rotação do tronco. Quando fracos ou encurtados estes músculos podem ocasionar desvios posturais, como hipercifose torácica, hiperlordose lombar e escolioses.
  • Transverso abdominal: Atua como uma cinta para achatar a parede abdominal e comprime as vísceras do abdômen. Sua fraqueza permite a protusão da parede abdominal anterior, o que indiretamente tende a aumentar a lordose lombar. Atualmente, tem-se utilizado muito os exercícios funcionais para trabalhar a região abdominal. Ao invés, das numerosas flexões anteriores do tronco utilizadas nos exercícios abdominais convencionais, este tipo de exercício utiliza de forma significativa a contração isométrica, aquela em que a contração muscular é sustentada por um tempo, sem que haja movimento das articulações.

E, afinal, o exercício localizado desta região faz perder a barriga? Na verdade, o que faz perder a barriga são o treino aeróbio e uma dieta equilibrada, já que os exercícios localizados trabalham apenas a musculatura e não fazem com que a perda de gordura ocorra em uma região específica. Fonte: Folha da Mulher