Exercício físico como prevenção e tratamento da hipertensão



É cada vez mais crescente nos dias atuais o número de pessoas que sofrem com a hipertensão. A hipertensão, conhecida popularmente por “pressão alta”, é uma doença que traz sérios riscos a saúde por ser silenciosa, não apresentando sintomas que possam identificá-la. Pode ser causada por vários fatores, dentre eles, a obesidade, a hereditariedade, o sedentarismo e o estresse. A pressão arterial é a força provocada nas paredes das artérias pela passagem do sangue bombeado pelo coração. A hipertensão ocorre quando essa pressão exercida nas paredes das artérias é elevada. Essa elevação da pressão arterial pode ser controlada pelo uso contínuo de medicamentos ou por outros meios como a atividade física. O exercício físico traz vários benefícios ao hipertenso, pois após uma sessão de exercício controlado de intensidade leve a moderado, faz com que a pressão arterial tenha uma queda prolongada. Pesquisas comprovam que não só exercícios aeróbios como caminhada moderada, mas também exercícios resistidos como a musculação, fazem com que o praticante aumente sua massa muscular e melhore o fluxo sanguíneo. O aumento da massa muscular colabora para a prevenção da obesidade, diabetes e principalmente para a redução da pressão arterial em repouso, podendo o hipertenso com a prática dos exercícios diminuir a quantidade de medicamentos ou até mesmo ter sua pressão arterial controlada. Lembre-se: Os hipertensos praticantes de exercícios físicos devem sempre ter acompanhamento médico e de um profissional de educação física capacitado. Por Nilvano Gonçalves. Profissional de Educação Física. CREF: 016728-G/PR