Como diminuir os sintomas da TPM através da atividade física



Como todos sabem, a atividade física é capaz de proporcionar diversos benefícios a saúde. Mas, e quando a mulher está na TPM, existe alguma contra indicação para pratica de atividade física? Estudos mostram que cerca de 80% das mulheres apresentam os principais sintomas da TPM. Em alguns casos, quando esses sintomas são mais severos, a TPM é classificada como transtorno disfórico pré-menstrual (TDPM). Nestes casos a possibilidade de prejuízos sociais e profissionais devido a intensidade dos sintomas no período pré menstrual aumentam significativamente. Esta forma de manifestação, a TDPM, pode atingir até 11% das mulheres. Bomba relógio! Dentre os mais de 100 sintomas apresentados por mulheres nesta fase, os principais são:

  • Desconforto abdominal
  • Irritabilidade
  • Dificuldade de concentração
  • Ansiedade
  • Depressão
  • Dor de cabeça
  • Dor ou aumento da sensibilidade das mamas
  • Retenção de líquidos
  • Cansaço e fadiga
  • Desejo por doces, chocolates ou comidas salgadas
  • Para entender como a atividade física oferece os benefícios a quem pratica de forma regular e orientada por um profissional da Educação Física, vamos dividir a TPM em 4 grupos:

    • Tipo A – Ansiedade e irritabilidade

    Para este grupo são indicadas atividades leves, que proporcionem um relaxamento muscular e mental como ioga, alongamentos e fitball. Evitar alimentos que contenham cafeína, álcool e chocolates por agirem a favor da ansiedade. Pães integrais estão liberados, por conterem vitamina B6 que está ligada a produção de serotonina, hormônio responsável pela sensação de bem estar.

    • Tipo C – Compulsão alimentar, vontade de doces e dor de cabeça

    Exercícios aeróbios como caminhada, corrida e ginástica provocam a diminuição da vontade de ingestão por alimentos doces. Para alimentação nestes casos prefira alimentos ricos em triptofano.  Alguns alimentos a base de triptofano são: aveia, maçã, canela, castanha do Pará e outros grãos pois ajudam a manter o nível ideal de açúcar no sangue.

    • Tipo D – Depressão, confusão e insônia

    As aulas de ginástica em grupo são perfeitas para esse grupo. A cafeína pode ser um importante aliado para aumentar a disposição durante o dia, mas cuidado com o consumo em excesso já que pode causar insônia. Os alimentos ricos em triptofano ajudam a diminuir os efeitos da insônia.

    • Tipo H – inchaço e ganho de peso

    Atividades aeróbias como corrida e spinning são as mais indicadas melhorando a circulação sanguínea. Evite alimentos muito salgados como embutidos, sopas prontas, macarrões instantâneos; alimentos temperados com temperos industriais, que são ricos em sódio e também laticínios. Eles aumentam a sensação de inchaço. O consumo de fibras neste caso também é importante porque ativa um bom funcionamento intestinal e reduz a sensação desconfortável. Jamais esquecendo de ingerir bastante água – em torno de 2 litros por dia. Alguns chás podem ajudar a aliviar esses sintomas, principalmente: chá verde, chá branco e chá de carqueja. Agora basta começar e sentir outros benefícios de uma vida mais saudável!