Como conseguir o abdômen definido?



Sem dúvida, a pergunta mais comum que nós, profissionais de fitness ouvimos é como ‘’perder a barriga’’. Essa é uma das regiões do corpo que mais gera preocupação tanto no universo feminino quanto no masculino. Essa preocupação constante não é a toa, uma vez que a região abdominal é sim uma das mais difíceis de alcançar resultados satisfatórios em curto prazo e, além disso, o exercício físico contribui com uma porcentagem em torno de apenas 20% para um abdômen perfeito, enquanto a alimentação corresponde a 70% e o restante disso se deve a uma boa postura. A partir desses dados podemos concluir que uma alimentação saudável e com um balanço calórico negativo é o primeiro passo para a redução da gordura abdominal. O segundo passo é aliar exercícios aeróbicos (corrida, caminhada, bicicleta, dança,…), que vão utilizar gordura como principal fonte de energia, com exercícios localizados, no caso os abdominais. Importante ressaltar que exercícios abdominais não reduzem a gordura da região, mas fortalecem toda a parede abdominal, tonificando e definindo. Outro aspecto importante a ser observado, é que exercícios convencionais como flexão torácica e de quadril recrutam apenas as camadas mais superficiais do abdômen, mas somente exercícios de característica isométrica (contração sem movimento) são capazes de ativar os músculos mais profundos como o transverso do abdômen. O terceiro passo é a manutenção de uma boa postura  que vai impedir que a barriga fique saliente. Portanto, atividades como alongamento, pilates e yoga podem ajudar nesse processo. Para entender melhor como os músculos abdominais funcionam, vamos conhecer um pouco de sua anatomia. Os músculos abdominais estão presentes numa região conhecida como “core”, na parte central do corpo humano e são compostos pelo reto abdominal, oblíquo externo, oblíquo interno e transverso do abdome. A ação combinada de todos esses músculos produz um tipo de colete muscular que mantém as vísceras no lugar, a projeção anterior dessas vísceras, causada por músculos abdominais fracos, resulta em protusão abdominal, então a importância do fortalecimento de todos esses músculos que compõe a parede abdominal. Em relação ao tipo de fibra, no abdômen há um predomínio de fibras vermelhas ou de contração lenta, o que sugere que o trabalho abdominal seja executado com uma maior intensidade, um menor volume e combinados com a respiração correta. Muitas funções podem ser atribuídas à parede abdominal como manutenção da postura e do equilíbrio, modificação da pressão intra-abdominal, confinamento e proteção das vísceras, funcionamento normal da coluna e estabilização da pelve. Segundo pesquisas, mais de 80% de todos os problemas de dores crônicas na coluna lombar são causados por músculos fracos no tronco. Embora um tônus muscular seja importante, se executados de forma incorreta, os exercícios abdominais podem ser lesivos para a coluna, podendo desencadear doenças, como lombalgia, hérnia de disco, espondilose, entre outras, sendo de extrema importância que sejam orientados por um profissional da Educação Física. Fonte: Folha da Mulher