Atividade física para todas as idades



A prática regular de atividade física sempre esteve ligada à imagem de pessoas com o corpo em forma. Hoje, sabe-se que outros benefícios se manifestam em todos os aspectos do organismo, especialmente para as mulheres. Para meninas adolescentes, a atividade física proporciona vantagens como a socialização, serve como um “antídoto” natural de vícios, reforça a auto-estima, ajuda a equilibrar a ingestão e o gasto de calorias e leva à uma menor predisposição a doenças no futuro. Nas mulheres adultas a produção de endorfinas, provenientes do exercício físico, proporciona sensação de bem-estar, além de regularizar o ciclo hormonal. Com isso, as mulheres tendem a ter ciclos menstruais mais regulares, aumento da libido e menos efeitos relacionados à TPM e maior facilidade de engravidar. A prática de atividade física durante a gestação possibilita diversos benefícios, tanto para a mulher quanto para o bebê, dentre eles podemos citar alguns como: maior disposição para realizar suas atividades cotidianas, maior relaxamento, diminuição da ansiedade, ganho de resistência muscular, sono tranquilo, manutenção de um ganho de peso saudável, prevenção de dores musculares e câimbras, melhora da circulação sanguínea, e, consequentemente, prevenção de varizes e edema nas pernas, diminuição do risco de complicações obstétricas e maior preparação para o parto. Com o passar dos anos, alguns cuidados devem ser tomados, 97% da massa óssea é adquirida até os 18 anos de idade, mas, tem sido observado um aumento da densidade óssea até a terceira década de vida, desta forma, a atividade física a partir dos 30 anos deve ter como principal objetivo prevenir perdas acentuadas de massa óssea na mulher, evitando o risco maior de osteoporose e fraturas no futuro. Um programa de exercícios físicos na menopausa, traz para a mulher vários benefícios específicos relacionados com os sintomas característicos: redução da gordura corporal, melhora nos parâmetros metabólicos, diminuição de risco cardiovascular, melhora da resistência imunológica e bem- estar psíquico. Na mulher idosa, além dos benefícios físicos, o exercício diminui o risco de depressão e melhora o tempo de reação e a sinergia motora das reações posturais, evitando quedas e suas lesões consequentes. Fonte: Jornal Folha da Mulher